Você pediu para não ser amada.

"O tempo é um detalhe pequeno para o amor, você não tem ideia do tamanho do meu por você.  Não é porque um amor falhou que todos falharão. Não é porque um homem foi imbecil, que todos serão.
Mas, as dores cegaram seu coração. O que fazer agora? Você pediu para não ser amada."
Trecho do texto Eu Nunca Deixaria de Te Amar, por Anderson V. 




"Você pediu para não ser amada." 

Não sei quão profunda essa frase soa para você, mas para mim ela tem um significado muito forte e que através do livro "Em Busca da Alma Feminina" (link da resenha aqui) pude, realmente, entender o significado que ela traz.

Muitas vezes, nós, mulheres, internalizamos muita coisa. Não que os homens não internalizem, mas como sou mulher, vou falar em nome desse gênero, ok?! 

Então...Como mulheres temos a necessidade de nos sentirmos bonitas aos olhos do nosso pai quando crianças, por exemplo. Um pai que não consegue passar para sua filha a beleza que ela tem e que ela não vê, pode gerar uma filha com problemas de autoestima mais tarde. Um pai que não passa segurança para filha, constrói uma filha dependente de pessoas, relacionamentos. Uma mãe que não reconhece a ajuda da filha pode gerar uma pessoa com dificuldades de reconhecimento. Esses são só alguns exemplos do que muitas mulheres carregam dentro de si e que por não se deixarem ser curadas, buscam em outras pessoas a realização emocional que deveria estar formada por uma base sólida, familiar e principalmente em Deus.

Em contrapartida, sabemos que por mais que nossos pais se esforcem, eles também são falhos e que alguma coisinha ou outra teremos que tratar em nossas emoções e consequentemente em nosso caráter. 

Ta bom Aninha, mas e o que isso tem a ver com " Você pediu para não ser amada"? Tem tudo a ver!! 

Enquanto não buscamos tratar nossos vícios emocionais, vamos, em vão, continuar na busca de suprí-los! Digo em vão, pois não vamos nos deixar ser amadas e sim sermos completadas. 

Porém, é fato que uma pessoa solteira tem que ser completa por si só! Biblicamente as pessoas não se unem para uma completar a outra, mas para que duas pessoas completas, saradas e curadas, se unam e cada uma dê um "plus" (um a mais) na vida do outro. Para isso que servem os relacionamentos, mais especificamente falando entre homem e mulher.

"Enquanto homem ou mulher, você foi chamado para revelar, primeiro individualmente e, em segundo lugar, conjuntamente, o caráter de Deus ao mundo." - Livro: Minha Vida Não é Cinema, Em cena: amor, sexo e namoro. 
(se quiserem resenha dele, peçam nos comentários rs) 

Apesar disso, nunca seremos capazes de usufruir de um relacionamento biblicamente perfeito se não nos deixarmos sermos curadas, se não decidirmos deixar as feridas do passado para viver o presente e, consequentemente, o futuro!



Sabe o que acontece?! Se vivermos com as feridas do passado, vamos reproduzir os mesmos relacionamentos frustrados, pois isso ainda fará parte de nós! Estaremos passando a imagem de "não pedi para ser amada". Assim, não vamos deixar que o amor chegue como ele deseja chegar, por sermos a mesma pessoa frustrada, decepcionada e amargurada! Vamos ter atitudes de afastar as melhores pessoas que tentam chegar em nossas vidas, tudo por não deixar o tratamento de Deus chegar em nossas vidas. Por outro lado, se deixarmos ser curadas, poderemos ter a visão de um relacionamento sarado e vivenciá-lo, pois nós mesmos estaremos saradas! 

Se vivermos com as feridas do passados, vamos magoar e sermos magoados.  A pessoa com quem estaremos nunca será boa o suficiente para nós, pelo simples fato de que estaremos esperando que ela traga a cura para nosso coração frustrado anteriormente! Não vamos demonstrar amor, mas sim amargura e necessidade de "ser" através de outra pessoa! Isso é grave!

Em contrapartida, se decidirmos viver pela cura (um processo doloroso, realizado em processos, mas totalmente renovador) não vamos esperar que o outro nos cure, pois estaremos curadas! Vamos saber demonstrar o amor, pois saberemos que Deus nos ama e saberemos que para amar, antes de tudo precisamos nos amar! (Você se ama?! Reflita.)

Eai?! Por qual caminho vai escolher viver: dor passada com amargura e ferindo a si mesma e aos outros ou cura com uma vida no altar e sendo moldada por Deus?!


É você quem decide ser amada ou não!

Gostou?! Deixe seu comentário e aproveita para fazer partes das redes socias para ficar atualizada de tudo que acontece por aqui!

8 comentários:

  1. Ainda não tinha pensando dessa maneira que você apontou no texto. Acho que temos que repensar muito sobre quem somos e o que queremos, nos livrar de antigas amarras, nos amarmos para sermos amadas.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  2. Pura verdade Aninha!
    Sabe, nós temos que gostar de nós, nos amar, como somos. Porque se isso não acontecer, quem será que vai gostar de alguém que vive reclamando?
    Eu não vivo reclamando do quão magra eu sou, hahaha, mas tenho o objetivo de engordar e permanecer assim por um bom tempo, porque sei que vai fazer bem pra mim (ser magra não é sinônimo de saúde, assim como também não é sinônimo de doença).
    Deus nos ama como somos, então não tem motivo maior para ser feliz também!
    Beijos! | Saphy | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha exatamente Di! Temos que nos amar!

      bjos

      Excluir
  3. Olá Aninha, linda reflexão.
    Muitas vezes as pessoas afastam o amor, ou tem sua visão deturpada em relação as qualidades de uma pessoa que se aproxima justamente porque seus valores, seus pensamentos e sua alma estão feridos e marcados com a coisas do passado. Feridas abertas, ou fechadas, se não tratadas sempre nos levarão a fugir dos planos de Deus. Uma ferida pode estar fechada, mas pode doer. Devemos nos submeter ao tratamento do altíssimo para estarmos prontos para viver seus planos. Deus abençoe sz

    Andy Veríssimo
    Princesas Adoradoras
    Blog do Veríssimo

    ResponderExcluir
  4. Oi amiga..Poxa que post é esse..arrasou.
    Quando você lançar o seu livro me fala para poder comprar, pois você tem tom viu?
    O fato é, temos que nos amar e nos valorizar primeiro, muitas pessoas desejam ter uma pessoa para se sentir amada, mas esquece de ter o amor próprio.
    Belo post..Um abraço amiga..Deus te abençoe.

    http://novembrolilas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Que legal essa reflexão, bom eu concordo com você muitos problemas de auto estima tem haver com a infância, bem ou mal as atitudes dos nossos pais influenciam mais na frente em nossa personalidade.
    Beijoos

    http://www.caprichadissimas.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post! Feliz é aquele que consegue aprender a deixar os "traumas" do passado pra trás e seguir em frente.
    Te indiquei pra responder uma tag, bjus!

    bomhumornaosaidemoda.blogspot.com

    ResponderExcluir