A minha fé é como a do Oficial?!



Texto base: Mateus 8:5-13
“5 Entrando Jesus em Cafarnaum, dirigiu-se a ele um centurião [oficial romano, na versão NTLH], pedindo-lhe ajuda.
6 E disse: "Senhor, meu servo está em casa, paralítico, em terrível sofrimento".
7Jesus lhe disse: "Eu irei curá-lo".
8 Respondeu o centurião: "Senhor, não mereço receber-te debaixo do meu teto. Mas dize apenas uma palavra, e o meu servo será curado.
9 Pois eu também sou homem sujeito à autoridade e com soldados sob o meu comando. Digo a um: Vá, e ele vai; e a outro: Venha, e ele vem. Digo a meu servo: Faça isto, e ele faz".
10 Ao ouvir isso, Jesus admirou-se e disse aos que o seguiam: "Digo a vocês a verdade: Não encontrei em Israel ninguém com tamanha fé.
11 Eu digo que muitos virão do oriente e do ocidente e se sentarão à mesa com Abraão, Isaque e Jacó no Reino dos céus.
12 Mas os súditos do Reino serão lançados para fora, nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes".

13 Então Jesus disse ao centurião: "Vá! Como você creu, assim acontecerá!" Na mesma hora o seu servo foi curado.”

O que podemos aprender com esse texto?! O que podemos aprender com o oficial (centurião) que, mesmo tendo grande autoridade no mundo dos homens, reconheceu a autoridade espiritual e muito maior que a dele mesmo em Jesus?! 

Separei três tópicos para pensarmos!

1- A humildade de quem tem tudo para se exaltar:

O oficial tinha abaixo dele pessoas para as quais dava ordens. Tinha tudo para se vangloriar por ter a oportunidade de receber Jesus em sua casa, afinal ele era uma das autoridades daquele lugar. Mas, ao contrário desse pensamento, ele disse a Jesus que não era digno de que Jesus entrasse em sua casa. Ele reconheceu quem Jesus era e quem ele era em relação a Ele; reconheceu que Jesus é poderoso, santo e que ele não é nada se comparado a isso, por mais que Jesus, em sua humildade, não ligasse de ir até a sua casa. 

2- "Eu não  sou o superman", foi o que disse o oficial nas entrelinhas:

O oficial reconheceu que precisava de ajuda. Reconheceu que apesar de toda sua autoridade na Terra ele não era autosuficiente, que precisava de alguém maior do que ele mesmo para ajudá-lo! Deixou a tentação do orgulho de lado!

3- A fé extraordinária de quem tinha tudo para não reconhecer o poder de Jesus:

Além de reconhecer a santidade de Jesus ao falar que não era digno de tê-lo em sua casa, o oficial reconheceu o poder e autoridade de Jesus ao falar que bastava uma ordem dele para que seu empregado ficasse bom. Uma ordem "à distância", sem imposição de mãos era o suficiente! 

4- Como cremos é como será feito:

Jesus ficou abismado com a fé daquele homem! Mesmo "à distância", somente pela fé expressada daquele homem, a cura chegou ao seu empregado! Jesus simplesmente disse: "vá para casa, pois será feito como você crê"!

Agora eu te pergunto: como está sua fé? Qual tem sido seu nível de fé?!

Essa história me lembra a história da mulher com fluxo de sangue! Pois, assim como o oficial, ela tinha fé de que apenas um toque em Jesus seria suficiente para que ela fosse curada. Exatamente do modo como ela creu, é que foi feito.


Por isso temos que avaliar hoje como está nossa fé. Pare um pouquinho e reflita sobre isso:
Como seria se Deus fizesse como você crê?!

Twitter / Skoob / Instagram / Snapchat: aninhamorando / Google + 

Nenhum comentário:

Postar um comentário