Uma mensagem para te trazer esperança!


Esse ano vivi inconstâncias emocionais, mas também aprendi a vencê-las. Vivi inconstância na fé que tenho em Deus, confesso. Me decepcionei dentro da igreja, como muita gente também já, aliás ninguém que faz parte de uma congregação está livre disso.  A igreja é feita de seres humanos falhos que a cada dia tentam morrer um pouco mais para sua vida de erros, a fim de viver uma vida de acertos em Deus, não é mesmo?! Entretanto, só nos decepcionamos na igreja quando colocamos nossa expectativa em pessoas ou quando nos espelhamos demais nelas, a ponto da imagem do rosto de Deus ficar um tanto distante de nós. Mas, de qualquer forma, isso não retira nossa dor e o erro cometido contra nós, até que liberemos perdão. Assim, precisamos vencer e isso é só com Deus.

Contudo, apesar das decepções não deixei de ir aos cultos e célula, mas preferi ter cautela. Mesmo assim, minha fé continuava abalada, visto que não me decepcionei só com determinada liderança, me decepcionei com amizades referência de Cristo na minha vida durante anos. Aquelas que eu julgava que me conheciam muito bem e que nunca haviam me decepcionado. Mais uma vez dor causada por pessoas, natural.

Creio eu que você pode estar se perguntando: cadê Deus nessa história?!

Pois é, Deus estava ali, como sempre esteve e está. Entretanto, preferi me fechar e não ouvir tudo que ele tentava me dizer. É como li essa semana: “Por vezes, pode parecer que fazemos o bem e a vontade de Deus, mas isso não faz tanta diferença. Essa é uma mentira e uma armadilha que tenta nos desencorajar, pois o resultado é que passamos a questionar Deus e a nos afastar de pessoas. A verdade é que uma vida fiel à Palavra de Deus e de intimidade com o Pai deixa um rastro de vida e de bênção em outros, mesmo que nunca saibamos especificamente como.”

Esse trecho resume bem como foi meu ano. Foi um ano em que mesmo com uma fé um pouco abalada, bem do tamanho de um grão de mostarda, quem sabe, Deus se mostrou presente me ajudando vencer batalhas que eu sei que ele não precisava lutar comigo, porque eu simplesmente não merecia! Mas Ele, como um paizão, estava lá e está aqui me reconstruindo, me desafiando e me ajudando a viver o que Ele planejou e que muitas vezes não creio e não luto por isso.

Ao meu 2016 difícil e ao seu 2016, bom ou ruim, eu digo: que Deus até aqui me sustentou e te sustenta!

Talvez nesse ano o mundo tentou te apagar, te fazer parar, te dizer que você não tem importância e que você não brilha mais a luz de Cristo ou até que você nunca brilhou essa luz. Mas eu te digo que se estão te dizendo isso é porque você tem brilhado e eles te olham querendo essa mesma luz, apresente-os sem desistir de fazer ela brilhar!


Instagram / Twitter / FanPage / Google +  / Snapchat: aninhamorando

4 comentários:

  1. Olá lindona,
    meu 2016 eu considero que superei muitas barreiras, uma em especial rs
    Mas, eu digo que foi muito bom.
    Amei seu texto.
    Beijos.
    meumundosecreto

    ResponderExcluir
  2. Passando para desejar um maravilhoso 2017 cheio da presença de Deus, paz, amor, alegria e tudo de melhor!
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. As decepções ocorrem mesmo apesar de termos que viver como Cristo viveu deixamos muito a desejar principalmente nós como igreja as vezes magoamos ou nos sentimos magoados por alguns irmãos, mas, não devemos desanimar Cristo sempre está conosco nesses momentos em que damos uma escorregada na fé.
    Beijos.
    http://www.diferentesou.com.br/

    ResponderExcluir