O Desafio da Fé



Ter nem sempre é algo simples na nossa vida. Há momentos em que realmente não conseguimos focar no que temos que focar, simplesmente pelo fato do desânimo ter batido à porta ou por tudo estar, aparentemente, dando errado. Mas, minha pergunta é: vai adiantar ficar preocupado e desesperado?

As vezes sim e as vezes não. 
Como assim?

Tem pessoas que trabalham muito bem sob pressão, como eu! Rs' Estudo muito melhor sob pressão, meu estudo rende muito mas. Apesar disso, pressão pode nos cegar e nos fazer andar em círculos em muitas situações! Da mesma forma a preocupação e o desespero. 

Na minha profissão, por exemplo, há várias situações em que sou colocada sob pressão, mas não posso deixar isso me cegar ou me fazer agir por impulso. Do mesmo jeito, em nossa vida pessoal não podemos estar vulneráveis a ponto de decidirmos sem pensar.

É exatamente nesses casos que nossa fé é provada! 

É fácil buscarmos a Deus e confiarmos nEle quando tudo está aparentemente bem e sob o nosso mínimo controle. Mas e quando tudo está aparentemente desgovernado e te pressionando ao máximo, o que você faz?

Nesses casos é preciso aprendermos a sair da zona de ação e irmos para zona de descanso.

Digo por mim que não é fácil. 

Muitas vezes a sociedade imediatista diz que precisamos tomar uma decisão para ontem. Mas a realidade é que precisamos acionar nosso relacionamento com Deus e nossa fé para ontem

Como ativamos nossa fé?! 

A Bíblia nos ensina que a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus (Romanos 10:17). Ou seja, temos como adquirir fé quando buscamos pela Palavra de coração aberto, afinal, a Palavra de Deus nunca volta vazia (Isaías 55:11)

Além disso, precisamos jejuar e orar por nossa fé. Na Bíblia quando um homem endemoniado chega a Jesus, depois de seus díscipulos não terem o libertado, ele o cura. Então, seus discípulos ficam perplexos, porque Jesus conseguiu e nós não?! Jesus respondeu: "Esta casta não pode sair senão por meio de oração [e jejum]." - Marcos 9:29

Antes dos seus discípulos lhe perguntarem, Jesus os chamou de incrédulos por tabela, "ó geração incrédula" - Marcos 9:19. Quantas vezes estamos com Jesus e não cremos nEle?!
Talvez esteja faltando oração e jejum na nossa vida. 

O jejum tem como principal característica nos aproximar de Deus através de sacrifício de nossos desejos carnais. Jejuamos e oramos por tanta coisa, mas creio que por nossa fé deveríamos fazer mais do que fazemos. Se assim o fizéssemos evitaríamos muita perda de tempo em nossa vida.

Por último, mas não menos importante é praticar a nossa fé. A fé guardada para nós mesmos é como um fogo de uma lareira apagado por um balde de água, de nada adianta, não cumpre a função de aquecer as pessoas. Como diz Tiago 2:16 "a fé sem obras é morta".



4 comentários:

  1. Amém pelo texto Ana!
    A fé sem obras é morta, da mesma maneira que as obras demonstram a nossa fé mesmo que não somos salvos por ela!
    Abração!

    ResponderExcluir
  2. Excelente texto!
    Bj e fk c Deus.
    Nana - procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir